February 20, 2020

February 18, 2020

February 17, 2020

Please reload

Recent Posts

Dúvidas sobre Sarampo e Meningite

September 3, 2019

1/2
Please reload

Featured Posts

Está chegando a gripe

 

Estamos a poucos dias da chegada do outono, e junto com ele o aumento no número de casos de infecções respiratórias, como as gripes, resfriados, bronquites, bronquiolites, sinusites e tantas outras . Em relação à gripe, chega também a hora de se vacinar contra a doença.

A gripe é causada por mais de um tipo de vírus influenza, principalmente os tipos A e B. Existem grupos de risco que estão mais propensos a desenvolver formas graves da doença, como os menores de 5 e os maiores de 60 anos, grávidas, puérperas e portadores de algumas condições crônicas, coma asma, obesidade, síndrome de Down, dentre outras.

Diferente do resfriado, a gripe é doença com sintomas fortes, como febre, dores no corpo, tosse, dor de garganta, cefaléia, prostração, e pode evoluir com complicações respiratórias graves, como pneumonia, principalmente nos grupos de risco.

Em 2018 no Brasil, dos casos confirmados de gripe (ou seja, com pesquisa do vírus positiva), a grande maioria dos casos poderia ter sido evitada pela vacina. Dos casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), a complicação mais temida das gripes, mais de 6000 casos e mais de 1200 mortes teriam sido evitadas com a vacinação. 76,4% dos óbitos pela doença faziam parte dos grupos de risco, o que reforça ainda mais a importância da vacina nessa população.

Os grupos de risco devem então ser vacinados por ocasião da campanha de vacinação oferecida pelo Ministério da Saúde, que normalmente acontece entre os meses de abril e maio. Ou então em clínicas privadas, onde a vacina costuma estar disponível um pouco antes da campanha.

E desfazendo alguns mitos conforme Nota Técnica da Sociedade Brasileira de Imunizações de 08/03/2019:

 

 

 

Tags:

Please reload

Follow Us
Please reload

Search By Tags