February 18, 2020

February 17, 2020

Please reload

Recent Posts

Dúvidas sobre Sarampo e Meningite

September 3, 2019

1/2
Please reload

Featured Posts

Seu filho já comeu peixe essa semana?

 

Desde a introdução da alimentação complementar, que deve ser iniciada a partir do sexto mês de vida, a criança deve ser apresentada a um leque variado de alimentos, contendo pelo menos um alimento de todos os grupos (cereais, leguminosas, proteína animal – carnes ou ovos, e hortaliças), garantindo assim uma nutrição completa. Porém, a recomendação de certos alimentos ainda gera muitas dúvidas, como é o caso do PEIXE. Então vamos esclarecer?

A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda o consumo de peixes desde o sexto mês de vida, junto com outros alimentos que devem compor as refeições do bebê. Estudos comprovaram que, quando introduzidos tardiamente, ou seja, após oitavo, nono mês, a criança apresenta maior risco de desenvolvimento futuro de desfecho alérgico. E para não restar mais dúvidas sobre a importância do seu consumo em todas as idades, principalmente na infância, cito alguns benefícios comprovados: são ótimas fontes de proteína, zinco, ferro e vitaminas do complexo B; peixes marinhos, destacando-se o salmão e a sardinha, são ricos em Ômega 3, um óleo essencial (que deve ser obtido através da alimentação), que atua no desenvolvimento cognitivo, do sistema nervoso central e da retina e na prevenção de doenças crônicas, como obesidade e hipertensão; também ajudam a aumentar o HDL (“Bom colesterol”) e a controlar os níveis de triglicérides e LDL (“mal colesterol”).

Algumas dicas importantes: ofereça a carne de peixe 1 a 2 vezes por semana; para se evitar problemas com espinhos, os peixes devem ser muito bem cozidos, e desfiados com as próprias mãos para encontra-los e retira-los mais facilmente; e procure sempre comprar em locais de confiança, de preferência onde encontra os peixes frescos. Se for optar pelo peixe congelado, muito cuidado ao descongelar. Jamais o faça em temperatura ambiente, pois devido a variação de temperatura, é grande o risco de contaminação por micróbios. O ideal é descongelar na geladeira, a 4 °C. E lembre-se: nunca congele novamente o peixe que foi descongelado. Após ter sido preparado, o alimento pode ser conservado na geladeira por até 24 horas

 

 

Please reload

Follow Us
Please reload

Search By Tags